Ignorância e Verdade

Se alguém quiser vir após mim, negue-se a si mesmo, e tome a sua cruz, e siga-me. (Marcos, 8:34)
Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará. (João, 8:32)
Para o homem, a mente é a causa do cativeiro e a mente é a causa da liberação. A mente absorta em objetos dos sentidos é a causa do cativeiro, e a mente desapegada dos objetos dos sentidos é a causa da liberação. (Bhagavat-gita, Sâmkhya-Yoga, Cap. 6)
Qual o maior obstáculo ao progresso? O orgulho e o egoísmo. (Livro do Espíritos, q. 785)

Não se pode ter dúvida acerca da origem do orgulho. É um produto da mente. As palavras do Cristo, Krishna e dos Espíritos Superiores, citadas acima demonstram o quanto temos que trabalhar nossa intimidade, nosso eu [ego].

Ao nos convocar à autonegação, o Cristo não está dizendo para não termos amor próprio ou desmerecer nossos valores individuais, está referindo-se ao orgulho e ao egoísmo – a raiz, de onde o primeiro é gerado -, está referindo-se à necessidade de dominarmos nossa mente, nossos pensamentos e sentimentos, para termos o controle total e real de nossas vidas e essa conquista é resultado direto do autoconhecimento, processo que nos levará à verdade sobre nós mesmos e que, de outra forma, permitirá libertarmo-nos de nossa própria ignorância.

O verso do Gita deixa claro que a ignorância acerca da verdade nos escraviza através do apego às sensações que a vida na matéria (objeto dos sentidos) nos proporciona e nos fazem acreditar serem a realidade. Isso é resultado de uma mente destreinada e desconhecedora da verdadeira realidade, a espiritual.

Os Espíritos Superiores ao responderem à questão 908 de ‘O Livro dos Espíritos’ afirmam que toda paixão que aproxima o homem da natureza animal afasta-o da natureza espiritual. Todo sentimento que eleva o homem acima da natureza animal denota predominância do Espírito sobre a matéria e o aproxima da perfeição.

Temos, assim, orientações seguras à respeito do que fazer para gozarmos da verdadeira liberdade, que só é possível a uma mente livre e desapegada. A receita do que fazer, de como proceder para, pouco a pouco, conquistarmos as condições para usufruirmos da verdadeira liberdade e de sermos conhecedores da verdade, os Bons Espíritos a deixaram na resposta da questão 919 de ‘O Livro dos Espíritos’, sugestão de leitura que deixamos para você leitor. Afinal, quando o Cristo nos diz que o reino dos céus está dentro de nós (Lucas 17:20-21), nos dá a pista por onde devemos começar nossa aventura em busca da perfeição.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s