A vida continua mesmo!

– O Senhor crê na reencarnação?

– Não. Eu não creio, pois quem crê hoje, pode não crer amanhã. Eu sei.

Huberto Rohden

O professor Alfredo Marques de Oliveira Ramos, maçon e espírita, desencarnou em 11-04-2002. Ele nos contou que o escritor Huberto Rohden, de renome internacional, fora convidado para proferir palestra nu centro espírita. Um membro da instituição, não concordando que uma pessoa não espírita fosse falar naquele recinto, ficou inquieto. No dia marcado, com a chegada de Huberto, questionou:

– O senhor crê na reencarnação?
– Não.

A resposta seca deixou o nosso confrade mais preocupado. Ele nada podia fazer, nem mesmo que fosse o presidente da entidade, pois a decisão que deve predominar é a da maioria. Presidente não é ditador. Pedimos desculpas aos que têm outra interpretação. Esta é nossa singela opinião.

Alarmado, o nosso personagem comentou com os companheiros de ideal espírita, demonstrando muita inquietação e repetindo que não iria dar certo…

Após a reunião, o mestre Huberto Rohden, sabiamente, disse ao seu inquiridor:

– Eu não creio, pois quem crê hoje, pode não crer amanhã. Eu sei.

Uma grande lição do ilustre escritor, que é conhecido e respeitado pelos diversos segmentos culturais.

O notável escritor baiano Carlos Imbassahy afirmou não admitir a salvação , no sentido teológico, pois seria concordar com a perdição. Preferia o termo evolução.

Estas recordações servem de preâmbulo ao presente comentário. Morte, sobrevivência, reencarnação, são temas que interessam de perto a todos nós, embora as interpretações sejam diferentes.

Reencarnação não é uma questão de crença, mas de saber, de conhecimento, de pesquisa, de estudo, de interpretação profunda dos textos dos livros antigos.

Tanto no Antigo Testamento, como no Novo, existem evidências da sobrevivência da comunicabilidade dos espíritos e da reencarnação. Em “O Evangelho Segundo o Espiritismo”, temos várias transcrições da Bíblia.

Quando Jesus estava encarnado, todos comentavam que o profeta Elias voltaria e que os profetas antigos poderiam voltar, ou seja, reencarnar. Até Herodes, o Tetrarca, acreditava e, sendo assim, mandou cortar a cabeça de João, o Batista, como narram os evangelistas Marcos, 6:14 a 16; e Lucas 9:7 a 9.

Após a transfiguração, os discípulos interrogaram a Jesus:

– Por que dizem os escribas ser preciso que antes volte Elias? Jesus lhes respondeu: É verdade que Elias há de vir e restabelecer todas as coisas: – mas, eu vos declaro que Elias já veio e eles não o reconheceram, antes fizeram com ele tudo quanto quiseram. Então os discípulos compreenderam que fora de João Batista que ele falara. (Mateus, 17:10 a 13; Marcos 9: 11 a 13)

Para se compreender a vida, a morte e a reencarnação, como lei de Justiça de Deus, precisamos estudar o assunto. Na Primeira Epístola de Paulo a Timóteo, 2:4, temos:

– Deus deseja que todos os homens sejam salvos e cheguem ao pleno conhecimento da verdade.

Que preciosidade! Deus quer. E assim será. A vontade Dele se cumprirá. A lei é de amor, bondade, justiça e misericórdia, pois justiça sem misericórdia é crueldade.

Vimos o filme E a vida continua…, baseado no livro do mesmo nome, psicografado por Chico Xavier, do espírito André Luiz. Excelente! Mostra o que acontece depois da morte do corpo. Fácil de compreender. Não fique falando sem conhecer. Veja o filme, leia o livro, pois a vida continua mesmo! Acredite! Está na lei de Deus.

Nilton Santos, membro do Núcleo Espírita Bittencourt Sampaio, Monteiro, Recife-PE. texto publicado no Jornal do Commercio de 23 de setembro de 2012.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s