Diálogos que libertam

CARTAZ-VII-CONFESP

O professor José Herculano Pires, ou J. Herculano Pires, como é mais conhecido, é considerado por muitos como o maior escritor espírita brasileiro, vai ser lembrado durante um ano. As homenagens vão prosseguir até o dia 25 de setembro de 2014, quando ele completaria cem anos. Ficou conhecido como o Zelador do Espiritismo, por sua vigilância, firmeza e defesa intransigente dos postulados espíritas.

Herculano foi repórter, redator, secretário, cronista e crítico literário dos Diários de São Paulo, uma coluna espírita com o pseudônimo de Irmão Saulo. Chico Xavier, durante anos, recebeu, em Uberaba (MG), a visita de pessoas de inúmeras cidades. Antes das reuniões públicas, todos conversavam. E, no bate-papo, sempre predominava um tema: familiares difíceis, aborto, pena de morte, casamento, divórcio, tragédias, etc. Logo depois, na reunião, as lições estudadas, geralmente, se relacionavam com o assunto predominante. No decorrer da mesma, Chico Xavier psicografava uma mensagem que elucidava a questão que, então, mais preocupava os visitantes. Algum tempo depois, o médium dizia em carta o que ocorreu e, anexando a mensagem, solicitava que Herculano Pires fizesse um comentário e divulgasse tudo na seção espírita, dominical, no Diário de São Paulo, a qual ele assinava como Irmão Saulo.

O Grupo Espírita Emmanuel (GEEM), de São Bernardo do Campo-SP, reuniu esse material em quatro livros: Chico Xavier pede licença, Na era do espírito, Astronautas do além e Diálogo dos vivos. Autores em parceria: Francisco Cândido Xavier, J. Herculano Pires e Espíritos Diversos, com cartas, comentários e mensagens, respectivamente. Essas obras são importantes, pela diversidade dos assuntos e pelo conteúdo doutrinário.

Na apresentação do livro Diálogo dos vivos, em 18/04/1974, Emmanuel diz que Moisés, com o diálogo, obteve o Livro dos Mandamentos. E Jesus “dialoga com os discípulos, e o Evangelho brilha até hoje, traçando as normas do Reino do Amor para a elevação da Humanidade.”

Em seguida, afirma: “Kardec chega ao mundo, dialoga com os espíritos sábios e benevolentes que lhe dirigem a Obra, e O Livro dos Espíritos surge por alicerce da doutrina espírita que renova o pensamento religioso da Terra, libertando e esclarecendo, confortando e instruindo as criaturas.

Herculano Pires, no prefácio da mesma obra, chama o trabalho de Chico Xavier, junto aos espíritos, de “os diálogos da preparação”. Fala da importância do diálogo e remonta à antiguidade grega. Cita Sócrates, fala do diálogo de Pitágoras com Orfeu. Lembra o diálogo perturbador dos Sofistas. Diz que Kardec na França, em Paris, em papel semelhante ao de Sócrates, que dialogava com os homens e com os espíritos. Ambos, portanto, dialogavam com os vivos da Terra e os vivos da além.

Esse intercâmbio serve para libertar o espírito da ignorância.

Participe do VII Confesp – Confraternização Espírita em Pernambuco -, no dia 26 de outubro, das 9h às 16h, no SEST/SENAT, na Avenida Beberibe, 3.620, Beberibe, Recife-PE. Tem parque aquático, futebol, futsal, vôlei, jogos de mesa. Atrações: polo infantil com Banda Cordelândia, José Paulino, Boneco Ronaldinho, palhaço, mágico, perna de pau, pula-pula, piscina de bola. Realização: Brincantes da Luz. Apoio: FEP – Federação Espírita Pernambucana – e CEE – Comissão Estadual de Espiritismo. Ingressos: R$5,00 (crianças menores de 10 anos não pagam). Informações: 8508.2696 e 9897.7072, com Joaquim Canuto.

Por Nilton Santos, membro do Núcleo Espírita Bittencourt Sampaio, Monteiro, Recife.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s