Paris, janeiro de 2015 – uma reflexão

image

O que se tem atualmente é: não posso ferir uma crença atirando pedras no templo, mas posso desferir quantos golpes verbais desejar… Qual a diferença entre as duas formas de violência?
Agressão verbal, ridicularização sistemática, bullying midiático de grupamentos humanos, não serão violências?
A estupidez do fato ocorrido na França reflete a igualmente estúpida irresponsabilidade e desrespeito que “profissionais de mídia” dizem ser portadores. Livre expressão é uma forma de manifestação do valor “liberdade”, assim como a liberdade de crença também a é. Ofender uma crença e por tabela rotular seus seguidores como idiotas tem menos gravidade do que limitar o que pode ser publicado por um veículo de imprensa? Então, porque inibir a divulgação de ideias nazistas, racistas e quejandos? Existirão liberdades ilimitadas?
Um direito não pode ser exercido ao ponto de ameaçar o exercício de outros direitos.
Há que se estabelecer limites que permitam a convivência entres as liberdades sob pena de o exercício de determinado direito invadir e anular outros igualmente relevantes e protegidos pela sociedade civilizada.

Anúncios

Um comentário sobre “Paris, janeiro de 2015 – uma reflexão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s