Natal sem Jesus

“Estamos perto do Natal: haverá luzes, festas, árvores iluminadas, presépios… mas é uma farsa. O mundo continua a fazer as guerras. Não escolheu o caminho da paz”, lamentou o Francisco, na homilia da missa matinal.

Impossível não concordar com o Santo Padre.

Jesus nasceu em algum dia, em algum lugar, filho de família humilde, foi humilde. Foi também pacifista, fraterno com todos, duro com os hipócritas, caridoso com os simples e ignorantes.

Se a gente quiser, ele pode nascer todos os dias, em cada coração, quando resolvermos estender as mãos para auxiliar e socorrer ao invés de atacar.

Jesus morreu, mas provou que a morte só existe para os apegados às coisas do mundo material. E Jesus morre todos os dias quando, por egoísmo, por indiferença, por arrogância ou ignorância, escolhemos não viver como ele nos exemplificou.

Viver em fraternidade.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s